Santo do Dia


S. BRÁS, bispo e mártir

Foi bispo de Sebaste (Arménia) no século IV. Na Idade Média o seu culto propagou-se por toda a Igreja.


"Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza." (Tagore)

Liturgia


LEITURA I (anos ímpares) Hebr 12, 1-4
«Corramos com perseverança
para o combate que se apresenta diante de nós»

As dificuldades da vida, particularmente as que for necessário sofrer para cada um se manter constante na fé, são consideradas, na perspectiva bíblica, como processo educativo usado por Deus para conduzir os homens à perfeição. De todo este processo, o Modelo e o Precursor é o próprio Senhor Jesus.

Leitura da Epístola aos Hebreus
Irmãos: Estando nós rodeados de tão grande número de testemunhas, ponhamos de parte todo o fardo e pecado que nos cerca e corramos com perseverança para o combate que se apresenta diante de nós, fixando os olhos em Jesus, guia da nossa fé e autor da sua perfeição. Renunciando à alegria que tinha ao seu alcance, Ele suportou a cruz, desprezando a sua ignomínia, e está sentado à direita do trono de Deus. Pensai n’Aquele que suportou contra Si tão grande hostilidade da parte dos pecadores, para não vos deixardes abater pelo desânimo. Vós ainda não resististes até ao sangue, na luta contra o pecado.

EVANGELHO Mc 5, 21-43
«Menina, Eu te ordeno: levanta-te»

Jesus continua a passar “ fazendo o bem”, em primeiro lugar, o bem mais visível, curando doentes e ressuscitando mortos, mas, mais profundamente, levando as pessoas a descobrir que d’Ele saía uma força sobre-humana, a própria força de Deus, que a todos queria salvar, mas que só a fé seria capaz de reconhecer. Jesus é, de facto, o sacramento da salvação dos homens; por Ele, o Filho de Deus feito homem, Deus intervém no meio dos homens para os salvar, como nos dois casos referidos nesta leitura.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
Naquele tempo, depois de Jesus ter atravessado de barco para a outra margem do lago, reuniu-se uma grande multidão à sua volta, e Ele deteve-se à beira-mar. Chegou então um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo. Ao ver Jesus, caiu a seus pés e suplicou-Lhe com insistência: «A minha filha está a morrer. Vem impor-lhe as mãos, para que se salve e viva». Jesus foi com ele, seguido por grande multidão, que O apertava de todos os lados. Ora, certa mulher que tinha um fluxo de sangue havia doze anos, que sofrera muito nas mãos de vários médicos e gastara todos os seus bens, sem ter obtido qualquer resultado, antes piorava cada vez mais, tendo ouvido falar de Jesus, veio por entre a multidão e tocou-Lhe por detrás no manto, dizendo consigo: «Se eu, ao menos, tocar nas suas vestes, ficarei curada». No mesmo instante estancou o fluxo de sangue e sentiu no seu corpo que estava curada da doença. Jesus notou logo que saíra uma força de Si mesmo. Voltou-Se para a multidão e perguntou: «Quem tocou nas minhas vestes?». Os discípulos responderam-Lhe: «Vês a multidão que Te aperta e perguntas: ‘Quem Me tocou?’». Mas Jesus olhou em volta, para ver quem O tinha tocado. A mulher, assustada e a tremer, por saber o que lhe tinha acontecido, veio prostrar-se diante de Jesus e disse-Lhe a verdade. Jesus respondeu-lhe: «Minha filha, a tua fé te salvou». Ainda Ele falava, quando vieram dizer da casa do chefe da sinagoga: «A tua filha morreu. Porque estás ainda a importunar o Mestre?». Mas Jesus, ouvindo estas palavras, disse ao chefe da sinagoga: «Não temas; basta que tenhas fé». E não deixou que ninguém O acompanhasse, a não ser Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. Quando chegaram a casa do chefe da sinagoga, Jesus encontrou grande alvoroço, com gente que chorava e gritava. Ao entrar, perguntou-lhes: «Porquê todo este alarido e tantas lamentações? A menina não morreu; está a dormir». Riram-se d’Ele. Jesus, depois de os ter mandado sair a todos, levando consigo apenas o pai da menina e os que vinham com Ele, entrou no local onde jazia a menina, pegou-lhe na mão e disse: «Talitha Kum», que significa: «Menina, Eu te ordeno: levanta-te». Ela ergueu-se imediatamente e começou a andar, pois já tinha doze anos. Ficaram todos muito maravilhados. Jesus recomendou-lhes insistentemente que ninguém soubesse do caso e mandou dar de comer à menina.

ORAÇÃO

Senhor nosso Deus,
que de modo admirável criastes o homem
e de modo ainda mais admirável o renovastes,
fazei que possamos participar na vida divina do vosso Filho
que Se dignou assumir a nossa natureza humana.
Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

Histórias que nos podem ajudar

UM HOMEM FRACASSADO

Um homem riquíssimo estava a morrer. O seu filho estava ao seu lado, junto ao leito mortuário, e o homem disse: -“Filho, segura a minha mão”.
Ele pegou na mão do pai, enquanto o pai continuava: - “Filho, estás a segurar a mão do homem que se tornou o maior dos fracassados dentre todos os homens deste mundo.”
O filho retrucou: - “Pai, por que fala assim? O senhor é o presidente de uma das maiores empresas, além de dezenas de outras propriedades. O pai tem milhares de amigos.”
O pai respondeu: -“Eu vivi por um tempo e não para a eternidade. Eu não me preparei para o momento vindouro. Tudo o que eu tenho, eu vou deixar aqui. À minha frente está tudo muito escuro e frio. Onde estão Os tais amigos?”
Logo depois morreu, com um semblante triste.
Conclusão: Costuma-se medir o sucesso de uma pessoa pelos bens que ela possui. Se os tem em abundância, julga-se ser uma pessoa bem sucedida. Se não apresenta nenhum património, logo a taxamos de fracassada. “O ser humano é como um sopro; os seus dias, uma sombra, que passa” (Sl 144,4).